X FECHAR

A adolescência é uma fase mais complicada para os país. Saiba como lidar com essa fase.

Momento de transição e de tomada de decisões

Os limites e a educação na adolescência

A adolescência é uma fase mais complicada para os país, afinal é um momento de transição entre a infância e a fase adulta, onde o jovem tem de tomar decisões importantes - como escolher a faculdade -, passar por situações nas quais nunca passou e conquistar um grau maior de maturidade por conta de inúmeros fatores.

Alguns dos sintomas são crianças que se agitam além do normal em sala de aula, não param quietos, ficam muito ansiosos, perdem coisas, entre outras coisas relacionadas. A ciência não elucidou completamente o TDAH, mas sabe-se que pacientes com o transtorno tem a atividade desregulada da dopamina, o neurotransmissor que ajuda a fixar a atenção. Isso também faz com que as crianças não somente se agitem, mas sejam mais impulsivas e se distraem facilmente.

É nesta fase onde o país precisam lidar com esse "boom" de informações também, pois por conta de tudo isso, seu filho passará a reagir de formas que podem até surpreender. É um período onde mudanças ocorrem em todos os aspectos, inclusive físicos e hormonais.

De acordo com muitos especialistas, os adolescentes de hoje vivem um momento muito mais "permissivos" do que as gerações anteriores e isso ocorre fundamentalmente por conta de pais permissivos.

A adolescência já é um período onde naturalmente o ser humano acha que desafiar é normal. Acabam usando drogas e achando que não vão se viciar, fazem sexo sem prevenção crendo que não vão engravidar ou pegar doenças, por exemplo.

É lá na infância que esses valores precisam ficar claros. Quanto antes os limites forem impostos, mais fácil é. O pais precisam entender que colocar limites é mostrar para o filho o quanto se ama ele, pois toda relação tem norma e regra. Viver sem limites trará consequência lá na frente.

Uma das coisas é mostrar desde o berço que os seus ensinamentos, seus valores e o que os país estão fazendo são sempre para o bem dos filhos. Passar segurança nessas informações, mesmo que venha com acompanhada com a "alfinetada" de que a mãe ou o pai de fulano é mais legal. Nessa hora não tente confrontar com essa informação, mas mostrar que sempre o intuito é levá-lo a um bom caminho.

Quanto antes for natural que obedecer ao pais vai conduzir o filho para um caminho sem problemas, melhor. Quando chegar a adolescência, mais fácil vai ser ministrar seus filhos de que ir para uma balada rave, usar drogas ou fazer sexo sem proteção, por exemplo, podem colocá-los em maus lençois.

SOLICITE INFORMAÇÕES

Solicite, de forma rápida e fácil, informações sobre como matricular seu filho

SOLICITAR